terça-feira, 12 de abril de 2011

QUE TAL TOMARMOS UM SORVETE?

Me apaixonei por você quando você me convidou docemente:

"QUE TAL TOMARMOS UM SORVETE?"

Isso tocou-me de forma tão intima
Que hoje meu coração é seu.
Minha vida é sua.
Meu ar é você.

Posso mudar as palavras.
Mas não posso mudar meus sentimentos.
Posso gritar para o mundo.
Que hoje ainda Amo-te mais do que ontem,
Menos do que amanhã!
E que será assim para sempre!

Maria José