quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Por um carinho





Estes dias me perguntava o que pode um homem fazer por um carinho, sabe um sorriso, um abraço franco e sincero... Até onde o homem iria pra sentir-se querido? Não cheguei a conclusão alguma.
Somente sei que sentir vazio de vez em quando, e mais ainda neste mundo em que vivemos que ninguém se importa com o outro, é básico, até normal, mas percebi também que neste mesmo mundo existem pessoas que vão longe por um simples carinho, longe apenas para sentirem-se aceitas, amadas, abraçadas...
Eu! Sim, eu sou dessas... caminhava muito triste pela vida até descobrir a internet, e Boom! nada mais é como antes... Conheci pessoas que sei que nem lembram mais de mim, realmente não importa, eles foram muito importante naqueles minutos em que surgiram e sorriram sem me pedir nada em troca, barganhar com sorrisos e bem o lance da vida real, neste mundo louco em que todos, exceto as exceções, tem um preço... Eu não tenho preço, meu sorriso não pode ser comprado. Ninguém manda na minha vontade de ser feliz ou triste... lembro-me agora de minha mãe dizendo para eu sorrir pra suas amigas na rua, ' pra que elas não saiam dizendo que você é antipática minha filha', não estou nem aí, elas que digam o que quiserem, não tô com vontade de sorrir, então não sorrio ué!
Mas, isto é sobre o que eu seria capaz de fazer por um carinho... 
Seria capaz de mudar de rua, de sonhos, de planos, de ideais, de amigos, de sorrisos, de abrigos, de ombros, e tudo mais.... Ao menos era o que eu pensava que devia fazer, para mim isto era o certo.
Mas, eu estava errada! Foi quando surgiu alguém e me deu carinho de longe, sem cobrança, sem preço, sem nada, somente me ver feliz o deixava feliz! É também achei que era sonho, mas não era. Esse ser maravilhoso me ensinou que os carinhos que valem realmente são aqueles conquistados no silencio, sem renúncias, sem forçação de barra, nada. Aquele ser é uma esperança que me faz abundar de alegria os dias, acordo-me com seus sonetos, seus poemas, seus carinhos singelos e secretos e sei que nunca mais serei a mesma... Felicidade é poder dividir, ensinaste-me isto meu querido! Ensinaste-me a alegria de ouvir os teus silêncios e deliciar-me deles como gotas de mel e orvalho da manhã...
Já aprendi a deixar muito de mim pra trás, aprendi a renuncia com a dor, mas agora, agora é diferente...
Olho para o amanhã e vejo você sorrindo...
Respiro fundo e sei que tudo valeu a pena!
Por um carinho teu derretes-me meu coração!