quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Sobre nós dois e o resto do mundo...


      Hoje eu só queria ter uma razão, qualquer que fosse essa razão, para crer que nada que fiz até hoje foi em vão. Um único sentido pra tanto amor desperdiçado, pra tanta dor sentida. Hoje eu estou sentindo um terrivel vazio na minha alma, sabe aqueles dias em que só queremos ter em quem nos apoiar, só desejamos, mais que tudo na vida, ter alguem em quem confiar, a quem abraçar, sair e ter a certeza que se você não voltar  na hora marcada aquele ser que você deixou por um pouco vai te ligar, se preocupar com sua ausência? É disso que sinto falta. Na verdade também não  acho normal sentir tanta falta de algo que nunca pude ter. Andei meio perdida nesta vida... Escolhendo a pessoa errada, tentando amar a certa, acabei amando aqueles que me pareciam mais certos. Tentei encontrar aquelas promessas de amor que tanto li nos livros infindáveis, que tanto vi nos filmes e novelas. E aqui estou, tentando achar um razão pra simplesmente não desacreditar de tudo. Não, eu não acho que amar é besteira. Só falo isso as vezes porque sou muito magoada com meu hábito de sorrir pelos motivos errados e acreditar nas pessoas erradas. Se a pessoa certa estivesse por perto, de tanto tentar as erradas eu já a teria encontrado! Mas não. Como dizia o outrora sábio rei Salomão " Tudo é vaidade, um esforço inútil de alcançar o vento." E agora me sinto revolvida, com um imenso desejo de vagarosamente me abrigar em outro peito, de sonhar outros sonhos, de amar outra vez. Uma última tentativa, um desabafo, eu só quero tentar de novo a felicidade. É uma saideira, se não der certo já era. Se der certo? Então Já era... Um começo perfeito para o próximo texto se aparecer este meu tão esperado amor, se aparecer então já era...
      Era uma vez...