quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

PLANO DE HOJE

 
    O plano de hoje é sorrir. Isso mesmo, sorrir. Não precisa ter nenhuma razão para isso, nem pensar que precisa de um porquê. Sorria porque descobriu que entre tantos que não podem ver, ouvir, caminhar, respirar, decidir, procurar, esperar... Entre tantos que não podem tantas coisas, você simplesmente pode tudo ou quase tudo. VOCÊ PODE!

   O plano  é deixar o passado repousar quieto, em paz e seguir em frente, feliz. é sacudir a poeira dos dias que foram terríveis e acreditar que nós somos a mudança que queremos! Nada mais de ciumes, angustias e medos tenebrosos de horas que não chegam, chega de planejar os desastres e vamos nos concentrar nos milagres. Vamos, como diz a musica, aproveitar o dia,  a noite e o agora e falar de flores, e falar de amores e beijos e ternura. Vamos falar de lembranças de praia, sol e chuva. Da companhia amavel e dos silêncios cheios. Vamos fazer ser bom, mudar os caminhos que parecem decididos a nos levar ao lugar errado, rescrever, reeditar o que for preciso e ser feliz, ser feliz sem razão, apenas ser!

  Vamos acordar e pensar que acordamos e estamos vivos, e temos o sol lá fora, e as nuvens que fazem bichinhos diante de nós somente para não perdemos a graça infantil de enxerga-los. Que o otimismo, a fé, a brandura e a crença inunde a gente de paz e nos abra e nos liberte  das correntes que nos prendiam até pouco segundos atrás. Agora somos nós mesmo que tomamos nosso rumo, o leme esta nas nossas mãos e somos o que queremos ser, e podemos ser tudo. Borboleta, príncipe, vaqueiro ou playboy, dentro de nós tudo é possível e sempre foi e nunca será diferente se continuarmos iguais a criança esperançosa que vive dentro de nós!

  Somos a criança que mora dentro de nós e que acredita nos outros, na bondade, na amizade sincera, nos valores que jamais vão se perder. Estamos preparados pra isso, só precisamos ACREDITAR! E enquanto dermos asas a essa criança e ela puder voar em nós, alçaremos os voos mais imprevisíveis, pousaremos nos portos mais improváveis e viveremos as aventuras mais inimagináveis desta vida.