segunda-feira, 28 de abril de 2014

- FUGA

      Somos todos tão feitos de pedaços, emendas, retalhos...Somos tão algo que se construiu que fugir é necessário, é imprescindível. Do que fugir? Existem perguntas que são mistérios também. Imagino que seja esta uma delas... Um mistério, mas um mistério particular, isso porque todos, mais cedo ou mais tarde  fogem de algo, de alguém, de um sentimento, de uma paixão, de um trabalho incomodo, fogem de si mesmos. E fugir é bom, não sempre, mas as vezes, é simplesmente bom!

     Todos vivem nos dizendo que temos de enfrentar tudo, de sermos sempre fortes, de suportamos com maestria, mas esquecem que até eles mesmos querem poder se dar ao direito de serem frágeis, delicados, sensíveis... E de poder, quando necessário, fugir. E de todas as fugas que podem existir, ler é sem sombra de duvida a melhor delas... Porque quando você foge da realidade sua mente se expande para imaginar cada traço da paisagem, personagem ou mundo que se descreve e se cria ao mesmo tempo dentro de você. E quando você volta desse momento 'offline', você jamais volta vazio... Você vem preenchido, transbordante, completo e preparado para seguir...

        Tenho comigo a impressão de que depois de ler um bom livro e tomar um bom café.. Bem, você jamais será o mesmo!