quarta-feira, 30 de novembro de 2016

In memoriam

Catava silenciosa os pedaços de nós. Uma caneca vazia em cima da mesinha de centro, seus chinelos no canto do sofá, suados, como se chorassem a sua eterna falta. Sua camisa azul preferida jogada no braço da cadeira de madeira no lado sul daquela sala imensamente vazia, que tão cheia era e hoje é um abismo. Ainda ontem era de risos que se inundava cada pedra dessa estrutura. Hoje só o silencio aguado de uma vida toda pela frente sem você.
Eram de sonhos bonitos que nossos olhos enchiam-se, você vinha sorrindo como o campeão que a vida te fez, honesto nas derrotas, brilhante nos desafios, encantador nas vitórias! Caminhando até com certa pressa em direção ao futuro, desesperado pelo fim do que definiria um novo começo para todos. Talvez, o capitulo mais forte e mais significativo da história estivesse sendo escrito ali, no canto mais distante daquele trágico voo, na janela olhando lá fora nuvens escuras e certo ar de mistério, talvez ansiedade, mais um jogo, um desejo incontrolável de vencer mais uma... E um sentimento alheio que incomodava, e o sorriso do seu filho piscando em sua mente, o beijo de sua esposa, a careta de sua sogra, o abraço quente de sua mãe... Algo que nem mesmo você pudesse ter consciência que era na verdade uma brisa de adeus.
De repente o pavor de estarem longe que tomou por completo você, depois os gritos de adeus que foram surgindo em uma multidão de pessoas mortas que só queriam viver mais um pouco. Uma dor, machucados e feridos, muita bagunça e uma bagagem que caía torturando ainda mais os tripulantes... Um assolador terremoto interno, e depois só o silencio de toda uma vida a ser vivida se perdendo...
Continuo catando os pedaços de nós em silencio, mas as lágrimas que caem descontroladamente são de ida inesperada, são como larvas corroendo minha pele, minha alma... Continuarei ainda por muito tempo em silencio buscando as lembranças perdidas, juntando os cheiros deixados, misturando os sonhos e realidades e assim buscando em vocês forças para seguir... Sozinha!



In memoria: Todos os mortos no acidente com voo do time Chapecoense.